Movimento Sepé Tiaraju prima pela valorização da educação nas Missões

Este slideshow necessita de JavaScript.

Foi dado início às atividades do Movimento Sepé Tiaraju, articulado pelo Ministério Público, para desenvolver ações pela valorização da educação como instrumento do desenvolvimento pessoal, social e econômico na região das Missões. A coordenação das atividades está a cargo do procurador de Justiça Roberto Bandeira Pereira, e conta com apoio das entidades que integram o Fórum da Paz (Instituto Francisco Valdomiro Lorenz, Brahma Kumaris, Fergs, Amergs, Instituto Junguiano do RS, Vivendo Valores, Banrisul e Grupo Estratégico de Gestão Socioambiental), bem como com a participação de representantes da Acisa, URI, UME, Demam, LEO Clube Santo Ângelo Centro, Sindilojas Missões, Sicredi, Corsan, 1º Batalhão de Comunicação da BM, Vonpar, 14ª CRE e Smeds da região.

O lançamento ocorreu entre os dias 10 e 11 deste mês, em Santo Ângelo, com diversas atividades. A intenção do Movimento Sepé Tiaraju é contribuir para a construção de uma cultura de paz nas escolas, organizando uma rede de palestrantes voluntários e desenvolvendo campanha publicitária, bem como ações para sensibilizar os pais sobre a importância da educação escolar e da cultura da paz em casa, na escola e na sociedade.

ATIVIDADES

Na manhã do dia 10, foram realizadas 16 oficinas em locais como a sede da Acisa, o auditório do Ministério Público e em 14 escolas dos municípios de Santo Ângelo, Entre-Ijuís, Vitória das Missões e São Miguel das Missões. O público alvo foi os pais, professores e funcionários, bem como alunos da rede pública.

À tarde, ocorreu o lançamento do Movimento na Universidade Regional Integrada de Santo Ângelo. Para um público superior a 300 pessoas, a professora da Ufrgs, Léa Fagundes, proferiu uma palestra sobre o tema: “Família e Escola: como educar na era digital” e a psiquiatra Anahy Fagundes Dias Fonseca palestrou sobre “Princípios Psicológicos do Movimento”. Além disso, a companhia circense ‘Burzum’ fez uma apresentação. Participantes de cada uma das oficinas confeccionaram o “colar de Sepé”, um símbolo da adesão ao movimento.

Na manhã de 11 de agosto, as escolas que aderiram ao movimento participaram de uma atividade comunitária na Praça da Catedral, em Santo Ângelo. Na ocasião, ocorreu um piquenique temático, com alimentos de origem indígena, além da distribuição do livro disponibilizado pela Presidência da Câmara dos Deputados “Sepé Tiaraju – o índio, o homem, o herói”. As crianças participaram de atividades nas tendas do “Conte Mais” (Fergs), do jogo do “escolha a calma” (Brahma Kumaris), além de uma feira de trocas (Grupo Estratégico de Gestão Socioambiental do Banrisul ), Varal de Valores (UME) e oficina Circo Burzum.

Oficinas simultâneas ocorreram em diversas escolas da região

Movimento Sepé Tiaraju é articulado pelo Ministério Público

Atividades indígenas foram realizadas pela valorização da educação

Cultura da paz nas escolas e na comunidade é um dos objetivos

FONTE: http://www.mp.rs.gov.br/imprensa/noticias/id29299.htm

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s